Search

Alquimizando a vida

Estamos em casa. Somos uma família consanguínea de cinco. Aceitamos o convite que você e toda humanidade receberam há alguns meses: ressignificar a existência enquanto raça adâmica na Terra.


Texto de Aline Brustolin


Voltar ao Lar é uma viagem longa e imprevisível. Na profundidade das demandas internas de cada um, silenciosamente reorganizamos nossos valores e prioridades, afinal, acreditamos que nada será como era. Enquanto unidade familiar, na nossa solitude, desejamos que a normalidade não retorne à estrutura social.

Aqui acontece assim, tem dias em que tudo flui e dançamos juntos a melodia reconvexa que nos ensina sobre empatia, paciência e colaboração. Já outros são bem difíceis, sentimos o peso da matéria e das memórias que carregamos ao longo dos tempos. Transitamos do chumbo ao ouro rapidamente, com a instabilidade que coloca em questionamento o que julgávamos perpétuo.

Nós cinco e você temos tanto em comum: estamos vivos aqui e lá no misterioso espaço em que reside nossas outras partes, as mais sábias e também as mais ignorantes. Sentimos a insegurança pelo desconhecido e o coração descompassado diante da vulnerabilidade. Lidar com nossa sombra e nossa luz com responsabilidade nunca foi tão consciencialmente necessário para a família planetária.


Neste embalo, que faz a forma do infinito, te convidamos ao viver pleno: abrir espaço para o novo, honrar a verdade individual, regenerar tuas dores, comungar com os reinos da natureza, sentir a ressonância dos elementos, respeitar o sagrado daquele que te é tão diferente. Por fim, e muito importante: descobrir o poder de ser quem tu é, compartilhar tua divindade em alegria e prazer, sem vergonha. Aceitar a irreversível transmutação da tua essência.


Se você decidiu sair, se distrair por aí, chegou o momento de voltar pra casa, teu coração te espera, tua alma te chama, aproveita esta oportunidade da existência. É tempo da alquimizar a vida.





0 views